Entrevista para TV Câmara – União Homoafetiva

  Entrevista concedida para TV Câmara, ao jornalista Wagner Belmonte, sobre casamento e união homoafetivo.     Nenhum comentário
  Entrevista sobre divórcio para o programa “Revista Justiça” da Rádio Justiça. Apresentador Pedro Beltrão.   Nenhum comentário
Nova lei dá estabilidade pós-parto para o pai em caso de morte da mãe   A presidente Dilma Rousseff sancionou na semana passada uma lei complementar que dá estabilidade no emprego para o pai, tio, avó ou  →

Entrevista – IG Leis e Negócios – Divórcio

Divórcio: especialista esclarece dúvidas de leitores Como fica a guarda dos filhos? E a partilha de bens? Quanto se gasta? Muda algo se houve traição? Você sabe como proceder nesses casos? Essas e outras dúvidas de leitores  →

Entrevista para O Estado do Acre – O que é um inventário?

O que é um inventário, para que serve e quanto custa? Por Danilo Montemurro – advogado especializado – Quando uma pessoa morre todo o seu patrimônio (incluindo bens, direitos e dívidas) passa a ser transmitido imediatamente aos seus  →

Matéria no Jornal Agora – “Herdeiros podem sacar poupança bloqueada da Caixa”

Matéria do jornalista Clayton Castelani, do Jornal Agora, com a participação do advogado Danilo Montemurro, sobre como os herdeiros podem fazer para levantar possíveis valores depositados nas contas poupanças da CEF que foram ilegalmente encerradas. Nenhum comentário
Matéria do Jornalista Juliano Moreira, do Jornal Agora, Grupo Folha, com o auxilio do advogado Danilo Montemurro, publicado em 07/07/2013, sobre os direitos e deveres de quem vive em união estável. Nenhum comentário
Artigo publicado no dia 17/11/2013, na Revista Consultor Jurídico – Conjur, sobre a validade do popularmente conhecido como Contrato de Namoro. Nenhum comentário
Matéria publicada no dia 04/01/2013, sobre dicas para comprar um imóvel casado ou em união estável. Nenhum comentário
Se a restrição cadastral ao nome da pessoa nos serviços de proteção ao crédito estiver sendo usado como obstáculo à contratação, o empregador estará cometendo um erro gravíssimo. Esse tipo de restrição não pode, de forma alguma,  →